Consciência no Mundo Corporativo

Consciência é o sentimento ou conhecimento que permite ao ser humano vivenciar, experimentar ou compreender aspectos ou a totalidade de seu mundo interior.

Quando usamos a palavra CONSCIÊNCIA nos meios profissionais, frequentemente um estereótipo acompanha este conceito: “Não estou aqui para fazer análises profundas, nem para discutir relações. Estou aqui para trabalhar e alcançar meus objetivos”. Ou ainda: “Tenho consciência sobre o que faço, mas não é um tema que me ajude nos meus objetivos neste momento”.

Sim, é verdade. Nos ambientes corporativos fala-se uma linguagem muito direta, ligada aos mercados nos quais atuam e a seus objetivos, onde um olhar mais pessoal, às vezes, soa fora do tom.

Porém, CONSCIÊNCIA é um aspecto básico, fundamental e abrangente em todos nós. Há vários níveis e cada um deles define como enxergamos o mundo e qual amplitude conseguimos alcançar nos temas com os quais lidamos.

Sendo assim, parece interessante olhar e desenvolver tais aspectos em nós mesmos ou nos times dos quais fazemos parte. Se alguém enxerga exclusivamente a si próprio, fica muito complexo sugerir que essa pessoa crie grandes resultados coletivos. Por outro lado, quem consegue enxergar de forma ampla, também é capaz de “fechar a lente”, quando necessário, pois traz consigo tudo o que já viveu.

É bom lembrar que, nessa jornada de desenvolvimento da CONSCIÊNCIA, olhar internamente funciona como uma varinha mágica: acessamos o que temos de melhor e crescemos a partir disso.

Afinal, sabemos que conhecimento e tecnologia estão à disposição no mercado a qualquer momento, de acordo com as capacidades de investimento financeiro. Então, o que vai diferenciar um bom profissional de outro, ou uma boa empresa de outra, é exatamente a capacidade de cada um ser genuinamente quem é, caminhando em direção a um olhar mais amplo do que possuía antes!